All fields are required.

Close Appointment form

Artrose do Joelho

A artrose é uma doença degenerativa da cartilagem, que em fases mais avançadas leva à completa exposição do osso subcondral (osso que da suporte à cartilagem). Pode acometer uma ou várias articulações ao mesmo tempo, dependendo de sua causa (etiologia). Por se tratar de uma doença que degenera a cartilagem, tem caráter progressivo e irreversível. Isto leva à incapacidade de absorção de carga, ausência de proteção do osso subcondral, diminuição da mobilidade articular, deformidade articular e como consequência uma perda funcional progressiva e muito grave nas fases mais avançadas da doença

Com o aumento da expectativa de vida da população a incidência de artrose está aumentando progressivamente. A artrose determinada por um componente genético acomete mais mulheres que homens em idade superior a 60 anos. Pode acometer pessoas jovens portadoras de doenças inflamatórias sistêmicas (artrite reumatóide, lupus e outras), paciente portadores de sequela de trauma (fraturas, lesões ligamentares, lesões meniscais, lesões condrais, luxação de patela) e por sequela de infecção articular (artrite séptica). Obesidade e fraqueza muscular são outros fatores de risco para artrose.

É uma doença de evolução lenta, mas progressiva. Os primeiros sintomas são de desconforto, dor leve, inchaço e diminuição progressiva da mobilidade articular. Com a perda da cartilagem tais sintomas se intensificam a ponto de incapacitar o paciente. Nas fazes mais avançadas a imobilidade prolongada gera muita dor ao reiniciar os movimentos. Daí a queixa, de dor intensa, dos pacientes ao se levantarem da cama pela manhã e dar os primeiros passos.

O diagnóstico se da pelos achados do exame clínico e exames complementares de imagem (Radiografias, Ressonância nuclear magnética). A deformidade progressiva dos joelhos / membros inferiores é sinal de gravidade da doença. Os exames radiográficos mostram uma diminuição do espaço articular (espaço existente entre dois ossos), que significa perda de cartilagem.

O tratamento dependerá do grau evolutivo da doença (artrose). Nas fases iniciais o tratamento clínico (conservador) poderá dar bons resultados. O uso de medicações, Fisioterapia, Mudança no comportamento da prática física (atividades de baixo impacto, fortalecimento muscular), controle de peso, são medidas que podem dar excelentes resultados funcionais. Nos casos de artrose moderada podem ser indicados cirurgias por vídeo (artroscopia) para limpeza articular ou cirurgias ósseas para correção das deformidades angulares dos membros inferiores / joelho (osteotomias) e nos casos de artrose mais avançada, porém localizadas em apenas um compartimento do joelho e sem grandes deformidades poder-se-á indicar prótese unicompartimenteal. Nas artrose graves, comprometendo mais de um compartimento do joelho e com deformidade acentuadas a indicação é de prótese total do joelho.